Capa_LIvro_Câmara_-_Finalizada.jpg

CÂMARA MUNICIPAL DE NITERÓI

200 ANOS DE GLÓRIAS

A DB foi agraciada em 2019 com a parceria do Poder Legislativo niteroiense para publicar a edição comemorativa oficial especial pelo bicentenário daquele órgão público, cujo projeto foi totalmente elaborado pela editora. Lançado durante evento solene no salão nobre da Casa do Povo no dia 12 de agosto daquele ano, o livro "Câmara Municipal de Niterói: 200 Anos de Glórias" reconta a história da Casa de Leis desde sua instalação na antiga Vila Real da Praia Grande em 1819 até os dias atuais, ressaltando seu protagonismo na construção das bases sólidas da cidade hoje existente. 

Coordenado por Franciane Barbosa, diretora da DB, o trabalho foi realizado por uma equipe composta pelos jornalistas Irma Lasmar, CIléa da Matta, Dayse Alvarenga e Sergio Meirelles, o pesquisador Rubens Carrilho Fernandes, o paleógrafo Dawson Nascimento e o revisor Bernardo José de Paula Pinto, além do fotógrafo e designer gráfico Antonio Schumacher. Eles fizeram uma intensa e minuciosa pesquisa histórica no desafiante prazo de sessenta dias até agosto, mês do aniversário da Câmara. O resultado é um conteúdo precioso e útil à leitura de qualquer cidadão niteroiense ou apreciador desta cidade.

A publicação apresenta os planos de arruamento que desenharam o Centro, Icaraí e Santa Rosa como hoje conhecemos, as primeiras ações para melhor abastecimento de água aos habitantes, a criação das normas de conduta que constituiriam futuramente o Código de Posturas de Niterói, a elevação da vila à cidade, seu longo período como capital do estado do Rio de Janeiro, sua atuação também como Poder Executivo até a criação da Prefeitura e os locais que lhe serviram de sede, entre outras curiosidades.

Além das leis municipais que inspiraram outras Brasil afora, um capítulo traz o resumo da principal legislação vigente. Outras páginas são dedicadas aos presidentes da Casa Legislativa desde seu primeiro juiz de fora - o visionário e icônico José Clemente Pereira. Também são enaltecidas as ricas trajetórias das mulheres vereadoras, em perfis que evidenciam o carisma, a inteligência e a determinação feminina. Uma das várias informações inéditas apresentadas, aliás, é a descoberta da existência de uma décima quarta vereadora nunca contabilizada em levantamentos e publicações anteriores. 

Há passagens pouco conhecidas do grande público, como a abolição da escravatura no município meses antes da assinatura da Lei Áurea e a alta frequência da família real portuguesa, apaixonada por estas bandas de cá da baía. Como não poderia faltar, a obra oferece ainda a biografia dos vereadores eleitos no pleito de 2016 e os suplentes em exercício na data da referida publicação.

Com tiragem de dois mil exemplares, o livro tem pouco mais de 300 páginas, formato diferenciado e alto padrão gráfico. Sua distribuição gratuita, controlada pela Presidência da Câmara Municipal, esgotou-se rapidamente. Todas as demais câmaras fluminenses, a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, a Câmara dos Deputados Federais e o Senado Federal, além da Biblioteca Nacional, entre outros órgãos, receberam um exemplar.